Bannière

[ Inscrivez-vous ]

Newsletter, Alertes

Quénia abre investigação sobre queda trágica de barragem hidroelétrica

Imprimer PDF

Nairobi, Quénia, 13  Maio (Infosplusgabon) - As autoridades quenianas exigiram "inquéritos imediatos e aprofundados" sobre o desabamento, quarta-feira, de uma barragem em Solai, a cerca de 190 quilómetros a noroeste de Nairobi, que fez pelo menos 48 mortos e milhares de sem abrigos.

 

O procurador-geral da República, Noordin Mohamed Haji, numa carta datada de 10 de maio endereçada ao Inspetor-Geral da Polícia, Joseph Bionnet, pediu que os resultados destes inquéritos sejam submetidos a tribunal em 14 dias.

 

A carta faz referência à tragédia da barragem de Patel que cedeu na região de Solai, em Nakuru, causando perdas em vidas humanas e bens de valor inestimado, a 9 de maio de 2018".

 

Dezenas de pessoas continuam desaparecidas depois da tragédia, pelo que as autoridades quenianas exigiram o apuramento das causas desta catástrofe e das suas responsabilidades, se as houver, sublinhando que "as conclusões desses inquéritos deverão ser submetidas aos meus serviços para um exame atento e uma ação apropriada num prazo de 14 dias".

 

O diário Standard relatou no seu site web que numerosas pessoas continuam desaparecidas e que milhares de outras estão sem abrigos depois dos estragos consideráveis causados às habitações, às escolas e às empresas.

 

Por seu turno, o Daily Nation, um outro diário queniano, relatou que a região afetada contava centenas de trabalhadores diários que ganhavam a sua vida na plantação de café irrigada pela barragem, nas fazendas hortícolas de Solai e noutras plantações.

 

Cerca de 70 milhões de litros de água verteram-se quando a barragem cedeu, criando uma queda de 500 metros de largura que arrastou tudo na sua passagem.

 

Pelo menos 200 soldados juntaram-se à missão de socorros, que conta com agentes da Cruz Vermelha, da Polícia e da região de Nakuru.

 

Citando o chefe da Polícia regional, Gideon Kibunjah, o jornal indicou que a barragem de Patel, utlizada para a irrigação e a piscicultura, cedeu quarta-feira à noite, em Solai, a cerca de 190 quilómetros a noroeste de Nairobi, capital queniana.

 

As águas torrenciais submergiram duas aldeias, segundo um residente local. Os postes elétricos taém foram destruídos, o que privou de eletricidade uma grande parte da zona.

 

 

FIN/INFOSPLUSGABON/MPO/GABON 2018

 

 

© Copyright  Infosplusgabon

 

Qui est en ligne!

Nous avons 1976 invités en ligne

Publicité

Liaisons Représentées:

Newsflash

DEPÊCHES