Bannière

[ Inscrivez-vous ]

Newsletter, Alertes

24 cidadãos detidos em Cabo verde por incumprimento de quarentena

Imprimer PDF

Praia, Cabo Verde, 7 abril  (Infosplusgabon) – Quarenta indivíduos foram detidos segunda-feira em Cabo verde, por  incumprimento da quarentena, dos quais 24 apresentados ao Ministério Público, revelou a Policia Nacional (PN) de Cabo Verde.

 

Os prevaricadores foram capturados durante a primeira da declaração do estado de emergência no país, de acordo com a fonte.

 

Segundo dados avançados pelo diretor nacional da PN, Emanuel Estaline, na manhã de hoje, num encontro de balanço com o primeiro-ministro, no período em referencia, as autoridades policiais procederam a mil 905 fiscalizações.

 

No mesmo contexto, também encerraram mil 206 estabelecimentos comerciais e conduziram mil 25 cidadãos para identificações nas unidades da corporação, por violação das disposições de contenção impostas pela situação de emergência que se vive no país, devido à pandemia do Covid-19 (coronavírus).

 

Emanuel Estaline disse que até ao momento foram apreendidas 203 viaturas em todo o país por circularem nas estradas de forma ilegal ou sem justificativo legal.

 

Em colaboração com as Forças Armadas, a PN realizou um total de 23 operações de fiscalização, nomeadamente na ilha da Boa Vista, onde surgiram os primeiros casos positivos do  coronavírus e também centenas de pessoas foram colocadas em quarentena.

 

Ao nível das fronteiras, ele ressalvou que a PN está a dar particular atenção às formalidades ao nível da entrada e saída de passageiros, de entre outras medidas relacionadas com a situação dos estrangeiros no território nacional.

 

Com um efetivo de mil 896 efetivos, distribuídos por todos os concelhos do pais, a PN está a fazer o seu melhor nas mais diversas operações, conjuntas ou individuais, com o intuito de notificar, sensibilizar e fiscalizar  estabelecimentos como bares, restaurantes e discotecas, assegurou.

 

Presente também no encontro com o chefe do Governo, o major-general Anildo Morais, da Guarda Costeira, destacou o trabalho que tem vindo a ser efetuado pele seu departamento ao longo deste período em que vigora o Estado de Emergência, com destaque para ações de fiscalização das águas nacionais, que se traduziram na abordagem de um total de 63 navios e na realização de 153 horas de navegação em missões de transporte de amostras de casos suspeitos de infeção das diversas ilhas para a análise na cidade da Praia.

 

No que se refere às Forças Armadas, Anildo Morais informou que um total de 486 militares tem participado nas ações de fiscalização e sensibilização previstas na declaração do Estado de Emergência, declarado a 28 de março último, por causa da pandemia de Covid-19, e que estará em vigor até a 17 de abril corrente.

 

O major-general anunciou a criação de uma força composta por 20 elementos  da 1.ª Região Militar e 42 da 3.ª Região Militar para apoiar as autoridades locais na ilha da Boa Vista no isolamento dos hotéis Rio Caramboa e Palace, onde foram detetados os primeiros casos positivos de Covid-19 no país.

 

Esta força, revelou, tem ainda o papel de apoiar a o Serviço Nacional de Proteção Civil e de mais autoridades na fiscalização, sensibilização e controlo das medidas definidas para se fazer face à pandemia.

 

Também reforça a polícia marítima em diversos municípios e a Policia Nacional na manutenção da ordem e segurança públicas, através de patrulhamento urbano apeado e motorizado.

 

As Forças Armadas têm ainda desempenhado um papel nesta luta, nomeadamente na montagem dos perímetros de segurança, dos pontos de controlo de viaturas e nas campanhas de sensibilização, interdição e segurança dos hotéis de quarentena em São Vicente e na cidade Praia, na campanha de desinfeção e apoio a ações sociais de instituições como câmaras municipais, em diversas ilhas.

 

Até ao momento, Cabo Verde somou sete casos confirmados de infeção pela Covid-19, dos quais o primeiro diagnosticado a um turista inglês, de 62 anos, falecido na ilha da Boa Vista.

 

Naquela ilha foram igualmente detetados mais três casos, dos quais o acompanhante do turista inglês, o de uma cidadã holandesa e de um técnico de manutenção de um dos hotéis da ilha da Boa Vista.

 

A cidade da Praia registou, até ao momento, dois casos, e São Vicente, um.

 

 

FIN/INFOSPLUSGABON/KNB/GABON2020

 

© Copyright  Infosplusgabon

Qui est en ligne!

Nous avons 4122 invités en ligne

Publicité

Liaisons Représentées:

Newsflash

Kigali, Rwanda, 19 juillet (Infosplusgabon) - Le Rwanda a confirmé samedi 54 nouvelles infections pour la COVID-19, ce qui porte à 1.539 le nombre total de cas dans le pays depuis la mi-mars, a indiqué le ministère de la Santé dans sa dernière mise à jour  à Kigali.

DEPÊCHES